Como montar um currículo: uma boa estrutura pode ser seu diferencial

Na hora de procurar pelo primeiro emprego ou então de buscar uma recolocação no mercado a primeira pedra que surge em nosso caminho tem nome, abreviação e nomenclatura estrangeira. Para alguns um pesadelo; para outros, mera formalidade. Sim! Estamos falando do temido (ou não) currículo. Mas afinal, como montar um currículo que chame atenção dos recrutadores?

Antes de esmiuçarmos o tema e entender os segredos envolvidos em como montar um currículo, vamos contextualizar algumas curiosidades históricas.

Quando surgiu o currículo?

Segundo Todd Lempicke, autor de uma publicação sobre a História do Currículo, o primeiro a saber como montar um currículo foi um tal de Leonardo Da Vinci, no século 15. Mais precisamente no ano de 1482. Portanto, o autor da Mona Lisa também foi criador do Curriculum Vitae. Do latim, “curriculum vitae” significa “trajetória de vida”.

Inicialmente, o CV era utilizado como uma carta de apresentação. Ao longo dos anos esse documento foi se transformando e hoje é uma etapa fundamental de qualquer processo de contratação de um funcionário.

Mas afinal, como montar um currículo?

Depois de um breve trecho histórico, chegou o momento de analisarmos algumas dicas estruturais de como montar um currículo. Portanto, vamos destrinchar o documento e explicar com detalhes item por item.

1) Dados pessoais

Um bom currículo começa com seus dados pessoais. E lembre-se, apenas o essencial. Ou seja, nome completo, telefone, e-mail, perfil no LinkedIn e cidade de moradia.

2) Perfil profissional

Durante o processo de como montar um currículo, o perfil profissional é uma área para você vender seu peixe. Por isso, conte um pouco da sua história profissional. Entretanto, sem se alongar muito, ok?

3) Resumo de qualificações é outro item inserido em como montar um currículo

Reserve essa parte do seu currículo para listar suas qualificações. Suas habilidades. Tanto o item anterior quanto esse são fundamentais para entender como montar um currículo. Portanto, são nesses dois espaços que você precisa chamar a atenção do recrutador.

Aqui você precisa ser assertivo, direto e com muito destaque nos principais pontos da sua vida profissional. Se você não chamar atenção no perfil profissional e no resumo de qualificações é bem provável que o seu CV passe batido por quem estiver analisando.

4) Experiências profissionais

Aqui você vai contar um pouco sobre sua trajetória. Claro, se você tiver 20 anos de experiência não vai precisar detalhar tudo. Ninguém quer montar um currículo com 10 páginas, certo? Conte nesse espaço o que de fato foi – e ainda é – essencial na sua carreira. Coloque em tópicos e nunca passe de 7 itens.

5) Formação

Depois de resumir sua experiência profissional, é importante destacar a sua formação acadêmica. Mas atenção: cursos rápidos não devem ser inseridos nessa etapa de como montar um currículo.

6) Cursos e especializações

Agora sim, reserve esse espaço do seu currículo para pontuar os cursos gerais que tenham sinergia com sua vaga ou seu histórico profissional.

7) Informações complementares é a finalização de como montar um currículo

Esse trecho não é mandatório. Porém, ele é muito bem visto pelos recrutadores. Portanto, é legal você dar uma atenção especial e detalhar algum tipo de conquista profissional que você tenha tido ao longo da sua carreira.

 

Gostou do post sobre como montar um currículo?

Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário abaixo!!!

Para outros conteúdos como esse acesse aqui o nosso blog!

Até a próxima.

Um abraço,

Renato Dip

Especialista em Carreiras, Coach & Palestrante